segunda-feira, 9 de maio de 2011

eSsÊnCiA cInEmAtOgRáFiCa....



 A arte cinematográfica como arma do pensamento, a câmera como análogo, ou extensão, não somente do olho, mas do cérebro. A imagem se cria, se capta, se projeta em um movimento ilusório, contínuo. “O cinema pelo qual enrolamos o mundo real num carretel, como um tapete mágico da fantasia, é um casamento espetacular da velha tecnologia mecânica com o novo mundo elétrico” (McLuhan, 1964, 319).

 ....Luz à todos!!!

domingo, 24 de abril de 2011

Feriado de Muito Trabalho e Alegria

     Em um feriado prolongado, as atividades do Grupo CineLuz foram intensas. 
Na sexta-feira aconteceu a gravação do Curta-metragem "Lucidez", um vídeo que o traz a temática da Loucura.
Durante toda a manhã de sexta o clima no local da gravação era realmente louco, harmônico e mágico,  superando todas as expectativas que havíamos projetado para a gravação. 
Boas são as expectativas que estamos projetando para a edição e distribuição do curta, pleiteando, assim, exibições em festivais renomados. 


Como se não bastasse todo o trabalho (prazeroso) da gravação do curta-metragem na sexta-feira, o Grupo CineLuz fez a cobertura audiovisual do evento de educação ambiental realizado pelo Grupo Filhos das Estrelas no sábado, dia 23, na praça da Matriz. Além de fazer a cobertura do evento, o Grupo CineLuz fez a exibição de um curta autoral chamado "Água: Sustento da vida" com a finalidade de promover o debate sobre a questão ambiental. 

CineLuz em Ação: A realidade em Movimento.

domingo, 3 de abril de 2011

              
                     Eterna mudança       
 
          O tic tac  do relógio é passageiro.
          O mundo gira e com ele as estações 
          Trazem, um dia após o outro, cheiro,
          Sabor e um turbilhão de emoções.

          Cada passo dado é uma sentença
          Que escolhemos.
          Cada tic tac uma mudança.
          Que aprendemos.

          O que já foi um dia,
          Hoje não é mais.
          O futuro que queria,
          É o agora e nada mais.

         Eterna mudança
         Que me faz companhia,
         Sigo com esperança
         Nos sopros da noite ou nos raios do dia.
                                            (Ygor Sas)


                         Ardura 

         Sempre cheios de poder
         Donos da verdade 
         Dizendo-nos que fazer         
         Rodeados de maldade.

         Pretextos ultrapassado 
         Mostrando-se certezas 
         Que de absolutas só as presas 
         Com gritos silenciados.

         Pseudo-liberdade
         Opiniões cerceadas
         Casta mentalidade
         Idéias provocadas 

         Revoltas necessárias 
         Para destituir de vez posições mandatárias 
         Cada indivíduo se guiar 
         Por sua luz a brilhar.
                      (Igor Rios).
   
                   
                      Falso Progresso

         Passo por uma rua 
         Onde havia bela floresta 
         Vejo uma criança seminua
         Pedindo a comida que me resta.

        Suspensos no vigésimo andar 
        Da fortaleza de concreto,
        Os homens ignoram o olhar 
        De mendigos sem afeto.

        Ligam a televisão 
        Perdendo a sintonia natural.
        Na tela a manipulação,
        Na poltrona a solidão.

        Os cigarros de aço
        Deixam a natureza sufocada 
        Dificultando o abraço
        Sob a manta acinzentada 

        No lugar de uma árvore, um arranha-céu
        Diz a mídia que é o progresso.
        Agora o planeta é o réu 
        De um julgamento perverso.
                            (Thiago Rinasi)


               "Da tua boca farei o meu alvo
                O alvo dos meus desejos 
                Do teu abraço farei a pele 
                A pele que me protege 

                Passearei nas curvas do teu corpo
                Para sentir o verdadeiro calor que ele tem
                Não me preocuparei com o tempo 
                Pois o minuto será uma vida eterna 

                E quando o brilho dos teus olhos me ofuscar 
                Saberei a plenitude do sentimento verdadeiro 
                Esquecerei do Mundo e de todos 
                O Mundo será eu e você 
                
                Perfeito no espírito 
                Completo na alma 
                Satisfeito no prazer 
                Desejo desejar"
                              (Isloanne Araujo)



 Uma mera demonstração do que foi visto e discutido no II Café Literário Percepções Intimistas, em Viçosa.
    Acessem o blog:www.percepcoesintimistas.blogspot.com; lá vocês terão mais informações e acesso as muitas outras poesias e poemas.

 
                   
         


segunda-feira, 21 de março de 2011

A imagem na fronteira da constituição do Universo.



Tiradentes, MG

       As imagens que nossos olhos descobrem e nossa mente absorve, dia após dia, nos facinam. Somos criaturas excepcionalmente privilegiadas, pois vivemos um dos períodos mais extraordináro e fértil da história. Em cada momento histórico podemos descobrir um amplo cenário, iniciando com os homens das cavernas e que se aproxima na fronteira da galáxia. A caminhada humana a cada dia descobre uma nova maneira de reprodução de imagens. Hoje participamos de uma grande evolução das filmagens representativas da humanidade. Assim, a reprodução visual vigora uma ampla liberdade de expressão.
Um forte abraço de luz á todos....

quarta-feira, 16 de março de 2011

Dia Mundial da Água




Nesse sábado, dia 19 de março, haverá um evento de Educação Ambiental na Praça da Matriz (Fonte Luminosa) em Barbacena-MG em comemoração ao Dia Mundial da Água. 
O GRUPO CINELUZ, irá realizar a Cobertura Audiovisual de todo o evento e ainda exibirá um curta AUTORAL relacionado com o tema. Esse curta chama-se "Água: Sustento da Vida" que foi finalizado no mês de Março de 2011. Tratando de uma forma simples a Educação Ambiental, nesse curta buscamos discutir e trazer informações a respeito da água e da forma como vem sendo utilizada na atualidade. 
Portanto, tal curta além de ser um entretenimento e uma ARTE, É TAMBÉM uma importante ferramenta para Educação Ambiental e discussões relacionadas.
O Grupo Cineluz preocupado como as questões ambientais trabalhou nesse projeto de Curta-Metragem acreditando na "Arte-Educação".


Venham tod@s compartilhar conosco esse momento importante para divulgação e exibição do nosso trabalho.


Grupo CineLuz - A Realidade em Movimento.

quarta-feira, 9 de março de 2011



Saudações a todos!
Estamos aqui novamente, desta vez com uma curiosa fotografia, tirada no primeiro evento em que o Grupo Cineluz esteve presente, a 14° Mostra de Cinema de Tiradentes.
Na imagem temos a maior parte dos integrantes do grupo: Yuri, Ygor, Lud e Thiago (fotografando).

Acompanhando o Cineluz nessa árdua subida, lá está ela: a LUZ, sempre nos guiando!

Um abraço a todos...

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Enxergue além do que seus olhos podem ver...


Há pessoas que olham para pedra e vê somente uma pedra.Carlos Drummond viu uma pedra e
e escreveu um poema.

No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha
uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra.
Poema de CARLOS DRUMMOND.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

A realidade em movimento.

video

Essa foi uma das gravações que deram errado.Faz parte do primeiro curta que gravamos e que no momento está no processo de edição.Foi um dia cansativo pois chegamos no local de gravação às 9:00 horas da manhã e só conseguimos terminar às 14:00 horas.Todos estavam exaustos, com fome e sede. Havíamos levado um pacote de amendoim torrado para servir como parte do cenário da gravação, mas devido a demora e a falta de alimento acabamos comendo grande parte do amendoim.Quando o curta já estiver finalizado vocês poderão notar que o recipiente com amendoim está bem vazio.Foram muitos os obstáculos, mas no final percebemos que valeu a pena.
Em breve " CURTA ".